segunda-feira, 12 de junho de 2017

Namore-se


Vivemos tempos de amores não recíprocos, de sofrimentos emocionais e descaso com o sentimento mais lindo do universo. No século XXI, a geração do futuro esqueceu que amar é viver e que viver sem amar não faz sentido. 

A juventude atual é marcada por números negativos quando analisamos seu lado emocional. Para muitos, um relacionamento abusivo é perfeito. Para outros, um relacionamento sem momentos especiais é normal. E outros, um relacionamento que se baseia em redes sociais basta. Vivendo do abuso, do tédio, da internet, aquela construção cai e só restam feridos. 


A verdade é que se apaixonar, hoje, virou algo bobo, e amar virou motivo de chacotas. Quantas pessoas não assumem um sentimento ou relação com medo de críticas? Ou então, quantas pessoas não se relacionam com medo de não dar certo mais uma vez? É, todo ato gera consequências e a maior consequência de tratar o amor como um “sentimento bobo que nasce nos corações dos tolos” é ter uma vida transtornada. É não se permitir a amar e não deixar-se ser amada. 

Quando chega perto do dia dos namorados, veem-se piadas prontas e repetitivas de si mesmo como “Mais um dia dos namorados e eu sem o ‘mozão’” ou “Alugo-me para passar o dia dos namorados com alguém”. Já pararam para pensar no que pode ter por trás disso? Às vezes a dor é tão grande de não ter alguém que a piada a si mesmo serve como antídoto contra a piada de terceiros. 

Namore-se! Essa é a palavra de ordem para um mundo que esqueceu o que é amar. Antes de amar alguém e para combater todo esse lado negativo da população, precisamos aprender a nos amar. Primeiro namore consigo mesmo, se encante todos os dias ao se olhar no espelho, diga que se ama, passeie, dê-se flores e presentes, saia para jantar. Depois que fizer isso e tiver se amando, você verá que um relacionamento que é regado a redes sociais e tédio é muito pouco. Você vai querer e exigir ser uma pessoa amada. Passear, ganhar presentes, jantares românticos, surpresas... Isso tudo porque se ama. 

E já que se ama e é amada, também ame. Seja uma pessoa recíproca, se declare, apaixone-se diariamente e intensamente e ignore as críticas. Mostre a magia de amar para aqueles que ainda não tiveram o privilégio de conhecer esse sentimento lindo. 

Eu acho que agindo assim, podemos ter um mundo de mais mãos dadas, de corações sintonizados e amor exalando pelo ar. Nesse dia dos namorados, esse texto é para todos, mas principalmente para aqueles que desistiram ou tem um pé atrás no amor. NAMORE-SE!


Um texto do jovem escritor pernambucano Matheus José


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, querido visitante! - NOTA IMPORTANTE
Você é muito bem vindo aqui em meu quarto. Se desejar copiar algum dos textos que eu, Aline Menezes, escrevo, favor creditar com meu nome, nome do texto e endereço do blog.
Plágio é crime. No Código Penal Brasileiro em vigor, no Título que trata dos Crimes Contra a Propriedade Intelectual, nós nos deparamos com a previsão de crime de violação de direito autoral – artigo 184 – que traz o seguinte teor: Violar direito autoral: Pena – detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa.  Então, não Plagie!

O que você achou da nova identidade visual do Blog O Quarto de Aline?